o novo normal

O “Novo Normal” está na moda

O ano de 2020 começou cheio de transformações na sociedade, economia, política e cultura.

A pandemia do coronavírus veio de uma maneira diferente das outras crises e fez com que o mundo se adaptasse ao “novo normal” social, econômico e cultural.

Na situação atual, a forma de como vivemos sofreu uma alteração completa e adaptação à essa nova realidade em meio a pandemia, e pós ela, é o que cria esse “novo normal”.

O que é o “novo normal”?

O termo está sendo usado para resumir o mundo que estamos vivendo atualmente com mudanças em áreas como:

Trabalho:

Com a aderência do home office, muitas empresas mantiveram o trabalho com os funcionários realizando suas funções de casa durante o “novo normal”. Empresas mais adeptas à tecnologia não tiveram grandes dificuldades para fazer a adesão. Algumas, entretanto, tiveram que correr para se adaptar e não quebrar o ritmo de trabalho.

Alimentação:

O mercado de Delivery foi um dos que mais cresceu, no mundo, durante a pandemia.     Mas, engana-se quem pensa que a alimentação das pessoas desandou nesse período. Por causa da preocupação com a saúde, a forma de se alimentar mudou e melhorou nesse cenário de “novo normal” que estamos vivendo.

Socialização:

É fato de que ficar em casa é o melhor método de prevenção. É aqui que as redes sociais e aplicativos de chamadas por vídeos estão fazendo o papel de barzinhos, festas, restaurantes e reuniões. Através de conversas por vídeos, é possível socializar, sem aglomerar durante o “novo normal”.

Consumo:

Como já falamos aqui no blog, os hábitos de consumo estão sempre mudando. Em tempos de “novo normal”, o número de compras online cresceu em torno de 80%. Esse tipo de consumo se tornou cômodo e bem visto pelos usuários e, por isso, é uma tendência que vai sobreviver ao pós-pandemia.  

O consumidor do “novo normal”

Por falar em consumo, o consumidor do “novo normal” está mais ligado com atividades essenciais para o dia-a-dia. Ele consome produtos, serviços e conteúdos que estejam mais voltados para saúde, família, conhecimento, informação e conforto – já que está “preso” em casa.

E, apesar de ter se acostumado e preferir comprar pela internet, está mais criterioso e cuidadoso ao comprar.

Uma pesquisa feita pela MindMiners mostra como o brasileiro tem se comportado durante o “novo normal”.

O consumidor do "novo normal"

Esses novos hábitos vêm mostrando resistência e crescendo cada vez mais entre as pessoas, mostrando que o “novo normal” chegou para ficar.

O que a sua empresa deve fazer para acompanhar o “novo normal”?

As mudanças nos hábitos e comportamentos do “novo normal” não aconteceram apenas nos usuários e consumidores. As empresas também tiveram que se adaptar, inovar e reinventar para poderem acompanhar a nova realidade que estamos vivendo.

E, para que a sua empresa siga o mesmo caminho e se adeque a esse novo quadro, tenha em mente que:

– O digital estará presente em todos os lugares e será essencial a todo tipo de negócio
– A forma de consumir será repensada e mais segura
– A qualidade de vida, conforto e sustentabilidade serão os principais interesses da sociedade

Por isso, para que a sua empresa acompanhe o “novo normal”, a tendência é ser digitalizada, tanto em seus produtos e serviços, quanto na rotina de trabalho, mesmo que home office.

Se for uma micro ou pequena empresa, expanda seus negócios e entre no mundo do e-commerce. A venda online é uma excelente maneira de sobreviver ao que estamos vivendo.

Fique atento ao mercado e às novas tendências. É provável que a necessidade de novos produtos e serviços surgirão e você não pode perder a oportunidade de suprir esses desejos de consumo. 

Entendemos, por fim, que as mudanças na forma de consumir e vender criados pelo “novo normal” vieram para ficar.

Viveremos a conectividade, o mundo online e digital, mais engajamento e humanidade para construir e firmar as relações.

Aproveite e se adapte ao novo normal.